FALE COM OS MONARQUISTAS !

FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO NO YAHOO

Inscreva-se em DMB1890
Powered by br.groups.yahoo.com

domingo, 20 de setembro de 2009

BNDES PRESERVA A MEMÓRIA DO BRASIL

19h42



História fundiária é recuperada pelo BNDES



Acervo sobre terras no Rio passa por catalogação




Leia mais: Conheça parte dos documentos que serão restaurados

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/09/19/veja-lista-dos-documentos-historicos-que-serao-recuperados-pelo-bndes-no-rio-767687620.asp
Catalogação


História fundiária é recuperada pelo BNDES


Publicada em 19/09/2009 às 19h42


O Globo


RIO - Começa a ser salvo da deterioração um tesouro em forma de escrituras, plantas, atas, contratos e outros documentos históricos, que datam a partir do século XVIII, mostra reportagem publicada neste domingo pelo Globo. O volumoso acervo, acomodado improvisadamente em sete mil caixas (que em linha reta somam 980 metros), é alvo de um projeto de recuperação, financiado pelo BNDES. Uma tropa de choque, formada por arquivistas, restauradores e 16 estagiários, já está debruçada sobre o material, que pertence à Superintendência do Patrimônio da União (SPU-RJ), subordinado ao Ministério do Planejamento.







Os documentos vão passar ao longo de um ano por um cuidadoso tratamento técnico: higienização (parte do material apresenta fungos), identificação, catalogação e acondicionamento. A ideia é, após essas etapas, acomodar todo o acervo, que hoje se encontra dividido em dois imóveis do ministério, num único local.






O acervo guarda raridades, como documentos manuscritos, entre 1732 e 1832, como arbitramento de preços, assentamentos, demarcação, doação de terrenos ou venda. Parte deles se refere à região da Lagoa Rodrigo de Freitas e arredores, quando esses terrenos eram chácaras. Há ainda escrituras da compra de imóveis, como o Palácio do Catete (1911) e plantas de prédios públicos, como o Museu de Belas Artes (1937) e a Casa da Moeda (sem data).


19h44m


Conheça parte dos documentos que serão restaurados

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/09/19/veja-lista-dos-documentos-historicos-que-serao-recuperados-pelo-bndes-no-rio-767687620.asp

Sete mil caixas


Veja a lista dos documentos históricos que serão recuperados pelo BNDES no Rio


Publicada em 19/09/2009 às 19h44m


O Globo


Comente


RIO - O volumoso acervo de documentos históricos, alvo do projeto de recuperação do BNDES, inclui, por exemplo, o arrendamento das chácaras da Lagoa Rodrigo de Freitas e das áreas onde estão hoje Leblon, Ipanema, Gávea e Jardim Botânico, que poderiam ser consideradas as "certidões de nascimento" desse trecho da Zona Sul. Veja a lista deste tesouro em forma de escrituras, plantas, atas e contratos.






Escrituras de imóveis - 1817 a 1920 (1.428 escrituras encadernadas em 24 volumes)


- Aquisição de propriedade localizada na Tijuca para conservar a pureza das águas do Rio Maracanã (1855)


- Construção do Arsenal de Marinha/RJ (1868-1873)


- Acqueduto da Carioca (1878)


- Estrada de Ferro Dom Pedro II (1898)


- Construção da Avenida Central (1904)


- Construção do Cais do Porto (1904)


- Construção do Prédio Sede do Banco do Brasil (atual CCBB)


- Construção do Observatório Nacional (1913-1920) em São Cristovão


- Aquisição do Palacete Itamaraty (1889), incluindo móveis e utensílios domés-ticos com a descrição de cada item.


Processos / Documentos textuais - 1779 - 1941


- Doação de terras a Alberto Santos Dumont - sítio Cabangú entre Estações Rocha Dias e Mantiqueira


- Translado dos autos do inventário da Fazenda Santa Cruz, sequestrada aos denominados Jesuítas - 1779


- Papéis referentes ao Instituto Benjamin Constant - 1872


- Prédio a rua do Catete nº 153 (Palácio Nova Friburgo), comprado ao Conselheiro Francisco de Paula Mayrink para residencia do Presidente da República - 1907


- Edifício da Alfândega - atual Casa França Brasil - 1911


- Companhia Predial e Saneamento do Rio de Janeiro referente ao pagamento de foro do terreno chácara do algodão situada na Lagoa Rodrigo de Freitas - 1925


- Estrada de Ferro do Corcovado - Termo de Entrega e Recibo dos Bens Móveis, Imóveis e demais pertences arrendados - 1925 a 1984


- Requerimento de Dona Lucrezia Maria Petrelli


- sobre a posse das terras da Chácara das Catacumbas sito a margem da Lagoa Rodrigo de Freitas.


Requerimento de José Gomes Duque Estrada p.p. sucessores de Camilo Antonio Lopes Marinho, pedindo que lhe sejam cobrados os arrendamentos em débito e concedida carta de aforamento do lote nº131, denominado Chácara das Catacumbas, da Fazenda da Lagoa Rodrigo de Freitas - 1925


- Construção do Porto de Niterói - 1933


- Instalação do Museu Imperial de Petrópolis - 1939


- Avaliação dos Bens da Lloyd Brasileiro S/A -1939


- Instalação do Porto Zootécnico em Piraí - 1940


- Aquisição de terreno pela Companhia Terrenos Quitandinha em Petrópolis - 1941


Atas


- Comissão Especial Revisora de Títulos - 1941- 1944, nos Municípios de; Piraí, Mangaratiba, Vassouras, Barra Mansa, Sepetiba etc.


- Conselho de Terras da União - 1944 - 1974


Contratos de empréstimos


- Estrada de Ferro Vitória - Minas - Sem Data


- Estrada de Ferro Itapura Corumbá - 1908-22


- Porto do Recife - 1908


- Estrada de Ferro de Goiás - 1909


- Empréstimos do Governo Imperial do Brasil - 1883


Cadastro e tombamento de patrimônios nacionais - 1931


- Levantamento do Morro de São Carlos - Sem Data


- Curato de Santa Cruz - 1929


- Reservatório do Morro de São Bento - 1924


- Caixa D'Água no Morro do Barro Vermelho - 1924


- Palácio Itamaraty - 1939


Título de arrendamento


- Fazenda Nacional de Santa Cruz - 1892-1901


Pareceres SPU


- Comissão de Organização, Instalação e Funcionamento do Ministério das Minas e Energia - 1964


- Levantamento aerofotográfico - 1959


Lagoa Rodrigo de Freitas (documento encadernado), 1732 - 1832, contendo informações sobre:


- Arbitramento de preços, assentamentos, demarcação, desmembramento, doação de terreno, venda etc.


- Escola Normal (anexa ao Jardim Botânico)


- Fábrica de Pólvora


- Capela Nossa Senhora das Cabeça, etc.


Plantas / Prédios públicos no Rio de Janeiro - 1928 - 1945


- Banco do Brasil - Sem Data


- Casa da Moeda - Sem Data


- Vila Operária Portugal - 1903


- Escola Nacional de Belas Artes - 1937


- Departamento Nacional de Estatística - 1932


- Colégio Pedro II - 1942


- Projeto da Vila Operária - 1943


- Ministério da Justiça, Negócios e Interiores - 1934




Um comentário:

Dionatan da Silveira Cunha disse...

Ainda bem que acordaram para o patrimônio existente no Rio e que faz parte da história nacional!

Grande abraço,

Dionatan da Silveira Cunha